Não é cadastrado, clique aqui!
Não é cadastrado, clique aqui!
O Ministro do STF Luiz Fux concedeu auxilio-moradia de R$ 4.377,73 para todos os desembargadores, juízes e promotores de justiça. O gasto pode ser de bilhões de reais por ano. O que você acha?
Não concordo, pois é um abuso com o dinheiro público.
Não concordo, por outro motivo.
Concordo, estes servidores da justiça fazem juz a este benefício.
Sábado, 01 de novembro de 2014
Esquerda
Direita
Share
Publicada em 02/07/2012
1072 pessoas já leram esta matéria.  

Polícia Militar abrirá 7 mil vagas até o ano que vem

por Priscila Belmonte

Para soldados, serão seis mil chances; 690 para cabos auxiliares de enfermagem, 135 para sargentos músicos, 60 para oficiais combatentes e 80 para oficiais médicos Rio -  Com o objetivo de reforçar o efetivo e apoiar o processo de pacificação de comunidades no Rio, a Polícia Militar vai abrir 6.965 novas vagas de trabalho no estado até o início do ano que vem. Já autorizada pelo governador Sérgio Cabral, a proposta de fazer um novo concurso público foi encaminhada à Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag). A expectativa é que o primeiro edital seja publicado em janeiro de 2013.
 
As chances serão oferecidas a candidatos de níveis Médio e Superior. O estado vai contratar seis mil soldados, 690 cabos auxiliares de enfermagem, 135 sargentos músicos, 60 oficiais combatentes e 80 oficiais médicos.

Segundo Niblymon Ribeiro, coordenador pedagógico do Instituto ProFuturo, as matérias mais cobradas na prova objetiva da PM são Língua Portuguesa, História, Geografia e Direitos Humanos. “Mas Redação merece uma atenção especial do candidato, pois, além de ter caráter eliminatório, aumenta ou diminui a classificação geral após a prova objetiva”, orienta o especialista.

De acordo com o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM do Rio, tenente-coronel Roberto Vianna, não existe um perfil definido para o candidato a este concurso. “Qualquer pessoa pode participar, desde que goste da profissão. O principal é o interesse. É o que leva o candidato a se preparar e se adequar ao que é exigido”, afirma Vianna.

Como o edital do concurso ainda não foi publicado, o ideal é o candidato se basear no último certame, para saber o que costuma ser exigido e se antecipar. “Existe uma série de documentos que serão cobrados para contratação, como a carteira nacional de habilitação”, destaca o tenente-coronel.

Salários a partir de R$ 2,3 mil para soldados

De acordo com o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) da Polícia Militar do Rio, tenente-coronel Roberto Vianna, quem for contratado como soldado em 2013 vai receber salário inicial de R$ 2.382. Caso seja aprovado para o cargo de oficial, a remuneração será de R$ 3.427.

“Ainda existe a possibilidade de o policial trabalhar em uma carga horária extra de, no máximo, 96 horas por mês, podendo aumentar esses valores. Hoje, a cada 12 horas trabalhadas no serviço extra, o oficial, tenente ou capitão recebe R$ 300. Desta forma, o policial pode fazer oito serviços por mês, aumentando o valor de R$ 3 mil para R$ 6 mil”, explica Vianna.

Entre as vantagens destacadas pelo chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM está a gratificação de R$ 500 para quem atua na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).

“O policial militar tem direito ainda a plano de saúde e progressão na carreira. Ele sabe que se entrar na PM como soldado, sairá como subtenente. O salário previsto para a função em 2013 é de R$ 5.720. Além disso, o aprovado no concurso terá porte de arma e as prerrogativas que o policial militar tem, como estabilidade, décimo terceiro, um terço de férias. É uma carreira atraente”, finaliza Vianna.

Fonte: O Dia Online - 02/07/2012

Destaques

Cadastre-se e receba notícias. É grátis!