Não é cadastrado, clique aqui!
Não é cadastrado, clique aqui!
O Ministro do STF Luiz Fux concedeu auxilio-moradia de R$ 4.377,73 para todos os desembargadores, juízes e promotores de justiça. O gasto pode ser de bilhões de reais por ano. O que você acha?
Não concordo, pois é um abuso com o dinheiro público.
Não concordo, por outro motivo.
Concordo, estes servidores da justiça fazem juz a este benefício.
Sexta-feira, 28 de novembro de 2014
Esquerda
Direita
Share
Publicada em 15/12/2011
1444 pessoas já leram esta matéria.  

Tosse que dura mais de 20 dias precisa ser investigada

Incômodo pode ser sinal de uma entre várias doenças, de asma até câncer de pulmão Rio - Uma tosse insistente, que incomoda há várias semanas, merece uma investigação, afirmam especialistas. Ela pode sintoma de uma série de doenças, de asma até câncer de pulmão. O transtorno é a quinta principal causa de atendimentos médicos no mundo, segundo estudos recentes. A tosse já pode ser considerada crônica se durar mais de três semanas.

O problema não depende da intensidade do incômodo, mas sim do seu tempo prolongado. Mais de 60% dos casos de tosse crônica estão associados a problemas respiratórios (como asma, rinite e sinusite), do aparelho digestivo (refluxo gástrico), ou ao tabagismo. “A tosse é apenas um sintoma. É necessário procurar um médico e fazer uma radiografia do tórax para saber qual a sua origem. Pode ser sinal de diversas doenças, como tuberculose, pneumonia, fibrose pulmonar e câncer de pulmão”, explica Arnaldo Noronha, professor de pneumologia da Uerj.

FUMANTE, CUIDADO

Um dos principais fatores de risco da tosse crônica é o cigarro, que leva à irritação dos brônquios. “Muitas vezes, o fumante acha que a tosse é normal, mas, na verdade, isso nunca é um fenômeno normal. Se a tosse persiste por mais de três semanas, ele deve investigar se há alguma doença por trás”, disse.

Outro fator que estimula a tosse prolongada é o tempo quente, típico da primavera e do verão. Apesar de este clima diminuir a quantidade de infecções respiratórias, o tempo seco e o choque térmico entre ambientes com ar-condicionado muito frio e a rua, com muito calor, podem causar a tosse crônica. “A alergia também causa o transtorno, e durante verão seco as chances de se desenvolver quadros alérgicos são grandes”, diz a homeopata Geisa Quental.

Água é uma importante aliada

A recorrência da tosse pode deixar doloridos alguns músculos do corpo, como o da barriga, e atrapalhar o sono. Dores no corpo, de cabeça e de garganta, decorrentes da pressão nos órgãos respiratórios, são comuns. Uma das medidas para aliviar o incômodo é fazer limpeza nasal com soro fisiológico. Outras alternativas são os sprays de própolis e romã e chá de guaco.

Mas a principal orientação é uma hidratação adequada.“Se a tosse é mais seca, a ingestão de líquidos lubrifica as mucosas. Se ela for mais catarrenta, os líquidos fluidificam a secreção. Em ambos os casos, o paciente sente um alívio do incômodo”, ensina a homeopata Geisa Quental.

Fonte: O Dia Online - 14/12/2011

Destaques

Cadastre-se e receba notícias. É grátis!